A saúde oral é fundamental ao longo de todo o ciclo de vida da mulher.

Contudo, na gravidez deverá ter especial atenção dado que as alterações hormonais características desta fase levam à origem de alguns problemas orais e/ou inflamações que tendem a agravar-se, também pela mesma razão, neste período.

A gravidez por si só não aumenta a incidência de cáries, mas pode haver um agravamento ou aparecimento de problemas orais, especialmente inflamação das gengivas.

Deste modo, é frequente sangrar das gengivas ou ter algum desconforto nas mesmas na gravidez. Por isso mesmo, os cuidados com a higiene oral devem ser redobrados, bem como a vigilância.

Sabia que o pH da saliva da mulher muda ligeiramente na gravidez?

Isto acontece especialmente nos casos de grávidas que tenham refluxo, azia intensa ou vómitos regulares na gravidez, pois como o conteúdo do estômago (que é ácido) regressa à boca, vai tornar o pH desta região mais ácido. Logo, vai afetar os dentes e gengivas.

Por isso, após estes episódios deve bochechar com água e alguns minutos depois realizar a escovagem dos dentes.

A efectuar escovagem dos dentes deverá ser realizada pelo menos 2 vezes por dia (sendo uma delas à noite, antes de dormir), usando uma escova macia e dentífrico com flúor.  

TOME NOTA: Assim que os pelos da escova estejam a ficar deformados deve substituir a mesma. Opte por pastas dentífricas com sabor menos intenso para não enjoar.

Além da escovagem de dentes, também o uso de fio dentário ou escovilhão podem ser bons complementos para a higiene oral, dado que limpam os espaços entre os dentes onde a escova não chega.

DICA: Uma utilização deste dispositivo por dia é suficiente, pode repetir caso note algum pedaço de alimento mais difícil de retirar entre os dentes.

Se estiver perante uma infecção dentária não se deve automedicar e é recomendado que seja observada por um profissional de saúde para realizar tratamento adequado.

Se necessitar de realizar um tratamento é possível realizá-lo durante a gravidez, bem como a toma de medicação apropriada e devidamente indicada pelo profissional de saúde, que vai adaptar a cada caso e grávida.

Mesmo não tendo nenhum problema do foro oral no decorrer da gravidez, a vigilância deve ser feita especialmente no segundo trimestre de gravidez.

Sabia que…. as grávidas agora já dispõem de um apoio financeiro do Ministério da Saúde para consultas e tratamentos dentários? Peça o seu cheque dentista no Centro de Saúde para fazer a avaliação e tratamento de problemas orais  como restaurações, destartarizações ou extrações dentes.

Não se esqueçam de marcar a vossa consulta com dentista 😉

Partilhem com as amigas grávidas! E deixem o vosso comentário aqui em baixo.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *