Quantas vezes fui a entrevistas de trabalho e me questionaram “pretende ser mãe?”…. Muitas!

{Como se isso fosse um ponto negativo no meu CV}

Quantas vezes não fui a opção de uma empresa ou projecto por ser mulher em idade fértil? Demais dos que as devia!

Mas quem disse que as mulheres que são mães são menos capazes?



Do ponto de vista científico as mulheres que passam pela maternidade desenvolvem muitos aspectos postivos da sua personalidade, pois é uma oportunidade excelente de crescimento pessoal e não só!

 

1- Ser mãe coloca todos os desafios numa diferente perspectiva: o que antes parecia impossível ou inalcançável depois de ter um filho já é peanuts! Foram capazes de gerar vida e traze-la ao mundo!! WOW isto é bem melhor que uma promoção ou subida de escalão! Então quando temos uma reunião decisiva, ou um cliente importante… há alguém mais acima (os nossos bebés) e deixamos de sentir esta pressão e tudo fluí melhor.

 

2- As prioridades começam a fazer parte da vida: com uma criança a vida passa a ser de acordo com prioriades e a nossa capacidade de triagem das mesmas torna-se impressionante: “primeiro mudo a fralda e depois dou mama… ” Decisões que fazem toda a diferença e que ao início temos dificuldade em tomá-las…
No trabalho também este “superpoder” fica activado e assim o nosso rendimento é francamente melhor.

3- Aumenta a motivação de viver por valores mais altos e superiores: na fase de paternidade queremos de facto passar os bons valores aos nossos filhos e para isso vivemo-los, vestimos a capa do super herói para sermos um exemplo para os pequeninos. Para passar esta mensagem a crianças, que aprendem maioritariamente por imitação, nós vamos ter que passar quando o sinal estiver verde, não vamos perder a cabeça tão facilmente e dizer palavrões… Somos bem mais responsáveis para aquele pequeno ser se inspirar e seguir o bom exemplo 😉

 

4- Ser paciente é algo que se treina diariamente: esta é logo a lição nº1 do manual: saber esperar, ser paciente! Esperamos 9 meses por eles, esperamos para saber o sexo, amamentamos contra todas as dificuldades, extraímos leite até às 3horas da manhã, fazemos o treino do bacio dias a fio… Isto tudo são “pequenas” provas de superação da nossa capacidade de respeitar o outro e saber esperar pelo tempo dele. Assim sendo, levamos também esta característica para o nosso trabalho, tornando-nos mais pacientes e empáticas com os colegas.

 

4- Maiores níveis de eficiência: uma mulher feliz será uma trabalhadora realizada e motivada! Agora vamos por isto muito básico para que algumas pessoas entendam:

Mulher com bebé= Mulher (cansada mas) feliz

Mulher (cansada mas) feliz = Trabalhodora motivada

Trabalhadora motivada = Mais eficácia = Vivemos todos felizes!

Por isso queridos recursos humanos machistas, da próxima vez que recusarem uma mulher por ser mãe ou querer ter uma família, saibam que estão a perder e muito.

Mas felizmente elas estão a criar os espaços delas e a serem as suas próprias patroas… por isso IN YOUR FACE!

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *