É uma situação que pode ser confundida com o bolsar, mas tem ligeiras diferenças que são importantes os pais identificarem para referenciar ao profissional de saúde que vos segue.

Num modo geral….

Como podem ver na imagem A o estomâgo cela bem com uma válvula que não deixa sair o conteúdo do estomâgo (que é mais ácido para digerir os alimentos) para o esófago.

Na imagem B já podemos ver que a tal válvula não está a fazer o seu trabalho e o conteúdo do estômago sai… Aqui estamos perante um caso de refluxo.

 

Quais são os sintomas:

  • Saída de quantidades médias/grandes de leite (superior ao bolsar) após as mamadas
  • Vómitos persistentes, muitas vezes em jacto
  • Choro ou aparente dor após a refeição
  • Engasga-se ou tem tosse recorrente

Qual é a causa?

  • O refluxo no bebé deve-se ainda à imaturidade do tal músculo da válvula entre estômago e esófago, que não é suficientemente forte para impedir que o ácido do estômago vá para o esófago e por fim chegue à boca.
  • À medida que o bebé cresce o músculo fica mais forte e funcional e pode melhorar a situação. Também o facto da criança começar a ficar mais direita vai ajudar e esta situação pode ser ultrapassada pelos 12/18 meses. É claro que CADA CASO É ÚNICO e deve ser visto com todo o cuidado pelo profissional de saúde que vos segue.

Quando é que é prejudicial?

  • Como vos disse o bolsar é normal nos bebés, mas há diferenças com o refluxo. Se o bebé não está a evoluir bem de peso, apresenta indisposição persistente após as mamadas, os vómitos são muito frequentes e em grande quantidade… precisam de falar com o vosso médico pois pode ser refluxo!
  • Há diferentes graus de refluxo, uns mais prejudiciais que outros, mas é uma situação que se resolve sem grandes complicações para o bebé, falando com o vosso médico.
  • Acreditem no vosso instinto, mais vale pedir parecer por excesso de zelo do que desvalorizar! Uma mãe sabe sempre quando o seu bebé não está bem…

Estratégias simples: 

  • Dar maminha em posições mais verticais
  • Quem faz leite artificial deve optar por um anti-refluxo e oferecer quantidades pequenas de cada vez, também em posições verticais
  • Colocar o bebé mais vezes para arrotar durante das refeições
  • Após a mamada, colocar o bebé numa posição mais vertical cerca de 30 minutos (aproveitem para dar muitos miminhos ou colocar no sling/pano)

 

Se nada disto ajudar… 

  • Quem amamenta pode utilizar um espessante no seu leite, se necessário -> NÃO É INDICAÇÃO PARA PARAR DE AMAMENTAR, muito pelo contrário!
  • Existe ainda medicação que o bebé poderá fazer, conforme indicação médica e adaptando caso a caso!

Esta situação é mais frequente do que imaginamos e com o devido apoio irão superar, não tendo nenhuma implicação demais para os vossos babys, a não ser uma boa vigilância por parte do profissional de saúde!

Despistem também junto do profissional se não existe nenhuma intolerância alimentar associada.

 


Não desesperem se estiverem perante esta situação, nem duvidem do vosso leite ou que estão a fazer um bom trabalho! 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *