As nossas “meninas” têm imensas particularidades que só nos apercebemos na gravidez ou depois de sermos mães.
Por vezes até questionamos se nos acontece só a nós certos fénomenos estranhos.

Hoje desvendo alguns segredos dos casos mais secretos … das nossas queridas “amigas”:

Caso 1- Pontinhos brancos em redor da aréola mamária:
São as glândulas de Montgomery, que ficam mais salientes no momento da amamentação. São glândulas sebáceas cuja função é produzir secreções que mantém a aréola e o mamilo lubricado e protegido.

Estas substâncias servem também de estímulo olfativo para o bebé perceber melhor onde está a sua “comida”.

Caso 2- Cataratas do Niagara:
Quando damos de mamar numa mama, a outra pode pingar leite.
Esta é uma situação comum, provocada pelo reflexo de oxitocina (uma hormona que ajuda o leite a sair) que ao entrar em circulação envia sinais a ambas as mamas. Por vezes apanha-nos desprevenidas, mas é um óptimo sinal 😉


Caso 3- Gémeas falsas:
Como sabem estas “irmãs gémeas” não são iguais! E as suas células produtoras de leite também não têm que ser obrigatóriamente uma equação em que X=X.
Por isso, podemos ter uma mama que enche mais rapidamente ou até mesmo uma que o bebé prefere, por ter mais leitinho!

Em geral as mulheres tendem a produzir mais leite da mama direita que da esquerda, sabiam?

 

Caso 4- Incêndio suspeito:
Amamentar chega a queimar 600 kcal por dia.  Música para os nossos ouvidooooos: Let it burn, burn, burn….
O nosso corpo é fantástico e para criar este valioso alimento precisa de mais energia.

Caso 5- Quanto maior melhor?
Mamas maiores produzem mais leite? Aqui não há porporcionalidade directa. Mais uma vez isto não uma aula de matemática aplicada.
A produção de leite não tem a ver com o tamanho da mama, mas sim com as células produtoras de leite e se existe estímulo do bebé 😉
[Ufa! Já estou mais descansada…]

 

Caso 6- Copo vazio:
A mama não é um copo que se entorna e que o leite acaba de um momento para o outro. A mama tem sempre leite, o seu fluxo de saída pode ir diminuindo ao longo da mamada, mas não fique à espera da última gota, aqui é bar aberto! 😉


Caso 7- Ataque no Starbucks:
Leite fraco, leite médio, latte macchiato…
É tão século passado esta história do  leite materno ser fraco, forte, médio… escuro descafeínado! Isto não é a starbucks!
O alimento mais nutritivo para o ser humano é o leite materno, produzido onde…?
Nas nossas maminhas! Oh Yeah!

Se alguém vos disser o contrário:

 

Resolvidos alguns casos mais macabros sobre as nossas maminhas já sabem: não estamos sozinhas!

 

2 replies
  1. Carina Rodrigues
    Carina Rodrigues says:

    Confere. Direita e uma fábrica maior e quando uma estar a dar de mamar a outra pinga de alegria! Obrigada pelo artigo

    Reply

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *