Quando se fala do parto a mulher tem muitos receios, expectativas e fantasias. É um momento desejado pelo casal e que é sem dúvida exigente para a mulher a vários níveis.
Somos bombardeados com cenas de filmes em que o parto é algo ou de muito belo ou de muito assustador.

Recentemente numa conversa entre amigas grávidas e recém-mães questionei qual era o maior medo no parto e vocês não vão acreditar… Todas elas revelaram com muita timidez o seu maior medo:

“Seria a dor? “
“Seria a epidural?”
“A episiorrafia?…”

Não… O medo era: “E se eu fizer cócó enquanto faço força?”
[Pronto, falei!]

Nenhuma delas perguntou isto aos médicos ou enfermeiros, porque tiveram vergonha. Claro… é um acto tão privado que todos nós teríamos vergonha de o fazer em público.
Sem dúvida que os outros medos também estavam no top 10, mas este sempre foi tabu para muitas delas até ao fim da gravidez… Nunca partilharam este receio, a não ser com as amigas. Por isso, como este “espaço” já é vosso VAMOS TER que falar disto para não ficarem preocupadas.

1- Porque acontece?
Quando o bebé desce e vai se encaixando na pélvis faz uma pressão interna nos órgãos nomeadamente no cólon. Se este estiver com algumas fezes, estas serão empurradas através da âmpola rectal pela pressão. Muitas das vezes a referência que dão à mulher para fazer força no período expulsivo é como se “estivesse a fazer cócó“, dado que os músculos envolvidos são os mesmos. Porém, a indicação “faça força como se estivesse a fazer cócó”  pode constranger a mulher naquele momento e até inibi-la de fazer correctamente a força de expulsão do bebé, para não evacuar durante o parto.

2- Preciso de fazer um clister antes de ir para a Maternidade?
A fim de evitar estas situações muitas mulheres fazem clister para esvaziar a ampola rectal. Não é necessário fazê-lo, porque durante as fases iniciais do trabalho de parto são libertadas prostaglandinas que têm o efeito de preparar o corpo, nomeadamente provocam algumas descargas intestinais (parece que estamos com diarreia ou até mesmo fezes mais moles).

3- Posso prevenir?
Infelizmente, não! Mas se acontecer estão a fazer a força certa 😉
Diversos estudos já provaram que não há benefício em fazer clister ou enemas de limpeza antes do parto, uma vez que não previne esta situação.
[NOTA- Não faz mal ao bebé se acontecer! :)]

4- E se eu precisar mesmoooo de ir à casa de banho durante o parto?
Pode acontecer sentir essa vontade, mas muito provavelmente será um sinal de que a cabeça do bebé está a fazer pressão para sair. Geralmente, em fases avançadas do trabalho de parto as mulheres sentem esta sensação e é recomendado ser observada antes de ir à casa de banho, não vá ser mesmo o bebé a querer sair 🙂
[NOTA: Em geral esta sensação é a pressão do bebé e não fezes.]

5- E se eu “fizer”… O que vão pensar de mim?
Não será a primeira nem última mulher a acontecer. É uma situação que os profissionais encaram com naturalidade. Ter uma relação de confiança com a equipa será muito importante para a mulher se sentir à vontade e se libertar deste medo. Quando o vosso bebé estiver nos vossos braços tudo isto parecerá irrelevante.

Libertem-se destes medos, pois podem causar mais ansiedade e stress no momento do parto sem absoluta necessidade! Neste momento devem concentrar-se no bebé e em vocês.
Falem com o vosso médico e enfermeiro de referencia para se sentirem à vontade e desabafarem estes medos.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *