Hoje é a vez de partilhar a experiência da querida Vera, mãe de um lindo menino e em breve de uma princesa. A Vera é autora do blog “As Viagens dos V´s” e neste meio das redes sociais tive o privilégio de a conhecer e colaborar no seu blog.
Hoje pedi para que partilhasse a sua experiência sobre amamentação do primeiro filho e as suas expectativas na reta final da segunda gravidez.

Espero que gostem, pois através da partilha e desabafos conseguimos criar um espaço seguro para que as mulheres possam falar abertamente destas questões da maternidade… Vamos apoiar em vez de julgar!


1- Como correu a experiência de amamentar do Vicente?

Não correu como eu esperava, não consegui amamentar em exclusivo para além dos três meses, o que me deixou bastante triste e, inclusivamente, demorei algum tempo até aceitar que realmente tínhamos que passar ao leite artificial.

2- Qual foi a maior dificuldade?

No meu caso em particular, acho que foi mesmo o facto de ter concentrado todas as minhas energias na amamentação, depois de ter passado por um parto completamente fora de tudo aquilo que tinha imaginado. O stress, a ansiedade, a frustração… tudo isto interferia no meu leite. O Vicente tinha semanas que podia aumentar 300 gr, como a seguir aumentava apenas 100 gr, até que chegou o dia em que perdeu peso e tivemos que passar ao suplemento.

3.Como resolveu?

Não consegui resolver de forma a continuar a dar de mamar. Tive que perceber que acima de tudo, o meu filho precisava de uma mãe em paz consigo mesma, com todos os fantasmas resolvidos e isso levou algum tempo.

4- Como esperas ser esta nova experiência, agora com a menina?

Não crio expectativas. Quero amamentar, vou tentar fazê-lo, mas acima de tudo, quero que a minha comunicação com o bebé seja pura e limpa.

5- Que desafios/dificuldades tem uma mãe que teve uma experiência menos positiva anteriormente?

Penso que o grande desafio é perceber e aceitar que o facto de ter passado por uma experiência menos positiva, não significa que tenha fracassado ou que seja pior mãe por isso. E que numa segunda vez tudo poderá ser diferente..

6- O que pensas fazer para melhorar esta segunda experiência de amamentação?

Acima de tudo, eu espero estar tranquila e em paz. Para além disso, agora, também sei a quem recorrer para falar e buscar ajuda, sem me isolar ou deixar-me entrar num estado mais depressivo.

No fundo, espero libertar-me dos “fantasmas” das coisas que correram menos bem e fazer tudo do zero: eu sou uma mãe diferente, a situação em si também é diferente e este bebé também será diferente do primeiro.

 

Deixo aqui a referência do blog da Vera para terem acesso às suas dicas e partilhas:

http://www.asviagensdosvs.com/

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *