A bolacha é um snack óptimo para o bebé, desde que seja isenta de produtos prejudiciais para o mesmo. Existe muita oferta no mercado e convém percebermos se de facto são do ponto de vista nutricional boas para o bebé.

Veja o post sobre leitura de rótulos: http://barrigasdeamor.pt/como-escolher-alimentos-saudaveis-para-o-bebe/

1- Quando dar a bolacha?
As bolachas são à base de cereais, pelo que há que ser introduzido inicialmente o cereal (por exemplo numa papa) e se o bebé tolerar bem , avançar com a bolacha.

Pode ser dada com o método BLW, em que o bebé pega na bolacha e vai roendo/mordiscando. Portanto deve ser partida ao meio para que o bebé consiga pegar com a sua mão e vá colocando na boca.

2- Um pequeno enquadramento sobre os Cereais:
Pelos 6 meses o bebé já poderá ingerir alimentos com glúten, porém a nossa prioridade é iniciar por frutas e vegetais, logo muitas vezes os cereais ficam introduzidos na fase final dos 6 meses. Existem ainda linhas de pensamento que defendem que devem ser introduzidos pelos 9 / 10 meses, pois o glúten é mais difícil de digerir para o nosso corpo (principalmente para um bebé!). Neste sentido, privilegia-se o uso de cereais integrais, sem glúten para que a digestão do bebé seja mais fácil e a sua energia bem distribuída por outras funções do seu corpo, nomeadamente crescer 🙂

Os cereais podem ser introduzidos nas papas ou até mesmo na sopa, cerca de uma colher de sopa e depois ir aumentado progressivamente a dose com a evolução do bebé.

Tome nota: Cereais sem glúten – arroz integral, aveia, quinoa, milho-miúdo, trigo sarraceno

3- Dicas para quando comprar cereais:
– se comprar em avulso cheire! Caso cheire a “mofo/ranço” não os compre! Durante o armazenamento destes grãos, a sua gordura natural pode oxidar alterando o seu cheiro.
– se comprar embalados verifique validade e se a embalagem está íntegra e se o conteúdo é somente o cereal (e não açúcares ou conservantes!).

4- Dicas para armazenar cereais:
– Pode colocar num recipiente de vidro, num local seco e escuro; identifique o que é e a sua validade. Caso mantenha a embalagem de origem zele com uma mola para que o ar não ajude a oxidar mais depressa (duram até 1 ano);

– Pode utilizar uma dispensa ou armário;

– As farinhas de cereais integrais tendem a oxidar mais depressa pelo que é aconselhado armazenar num recipiente hermético e no frigorífico (até 2 -3 meses);

– Os grãos intuais cozidos duram no frigorífico até uma semana, para serem adicionados a receitas para o bebé.

5- Que bolachas devemos escolher?
Pois é! Agora é que vem a questão prática! Portanto o cereal já introduzido na sopa ou papa que o bebé ingeriu correu bem, mas é agora para dar como snack o que posso escolher?

Prefira sempre refeições feitas por si! Se conseguir fazer as suas própria bolachas melhor!
Caso contrário existem algumas opções fantásticas que podem ser pontualmente introduzidas para maior flexibilidade no dia a dia.
Veja aqui as sugestões:

Se optar fazer as suas próprias bolachas aqui fica uma receita saudável:

Bebé Saudável

INGREDIENTES:
– Aveia
– Ovo (para os bebés que ainda não introduziram ovo podem usar 2 colheres de sopa de sementes de chia para ter o mesmo efeito de “ligação” entre os ingredientes)
– Batata-doce
– Abacate

PREPARAÇÃO:
– Cozer a batata-doce previamente e esmagar com um garfo até ficar com consistência pastosa;
– Adicionar 1 a 2 abacates e voltar a esmagar a mistura;
– Coloque 4 colheres de sopa de aveia (pode ser triturada ou em flocos finos)
– E por fim adicione 1 a 2 ovos e mexa todos os ingredientes;
– Leve ao forno, depois de enformar, cerca de 45 minutos (vá verificando a cor, quando ficarem douradinhas pode retirar).

Esta receita pode ser consumida por bebés a partir dos 9 meses (altura em que a criança já experimentou o ovo).

Artigo exclusivo para Barrigas de Amor

1 reply
  1. Riyajudin
    Riyajudin says:

    I want to to thank you for this excellent read!! I definitely enjoyed
    every little bit of it. I have you bookmarked to look at new stuff you

    Reply

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *