Temos que admitir, as mulheres adoram que os homens antecipem as suas necessidades e prevejam o que fazer para não as magoar. A sua expectativa é enorme em relação ao comportamento do homem, principalmente após ser pai!
Meninas… eles não são como nós! E realmente temos que ser específicas naquilo que pedimos, senão nunca vamos ter!

Portanto aqui vai uma ajuda senhores:

1- É importante que o pai reforce a confiança da recém-mama:
Que agora está com mais frágil e sensível… Como se não bastasse a parte hormonal que faz com que a mulher fique mais sensível, também as suas dúvidas enquanto mãe surgem permanentemente. E as dúvidas aumentam quando as sogras, cunhadas ou amigas nos destroem a nossa confiança, pondo-a em causa.

DICA masculina: fazer elogios e incentivos (sem sarcasmo) é fundamental! Vocês são o melhor parceiro e treinador da equipa!

2- A parentalidade não é assim tão instintiva…
“Devias saber!” é o que o nosso ego diz à nossa cabeça, pois ainda enquanto grávidas achávamos que ia ser fácil e fluído agora no pós-parto são um quebra-cabeças… como a amamentação ou mudar uma fralda, por exemplo!
E sendo a mãe , a responsabilidade parece que aumenta, porque do ponto de vista (até biológico) o nosso bebé depende do nosso corpo…

DICA masculina: Tentem falar das dificuldades e dúvidas em conjunto, encontrar estratégias em comum e não delegar tudo para a mãe. Vocês têm um papel fundamental em toda a logística (desculpem Lady´s mas é verdade!). Vamos retirar a pressão toda da mãe e pensar em conjunto “ouvindo” o vosso bebé. Comentam erros (não fatais! Por favor…), riam-se deles e perdoem-se uma vez e outra vez e outra vez… e outra vez!

3. A falta de interesse sexual não é pessoal: são as hormonas e as exigências da maternidade! Além da privação de sono e do medo de iniciar a relação sexual após o parto.

DICA masculina: usem os vossos trunfos! Vocês sabem como conquistar a vossa mulher… Não a pressionem, vão com calma! E lembre-se sempre que a actividade sexual não se restringe ao acto de penetração, portanto caso essa parte ainda não posso ser feita (marquem no calendário meninos: aproximadamente 4-6 semanas após o parto) existem mais opções, se o vosso bebé deixar! 😉

DICA masculina (para campeões): a mulher está menos lubrificada nesta fase, devido à parte hormonal… Do your magic boys!

4- A mulher está preocupada que a julguem má mãe:
Quem mais julga as mães são outras mães e mulheres… e familiares!
Toda a gente gosta de dar opinião e de dizer “Eu não aprendi assim… no meu tempo não era nada disto!”

DICA masculina: Vocês como protectores do vosso lar têm um papel fundamental! Gerir as visitas de forma diplomática (boa sorte! Ainda bem que são as mulheres a passar pelo trabalho de parto… esta tarefa tem muito que se lhe diga!).
Impôr limites saudáveis através de comunicação assertiva (“obrigado pelo conselho, mas nos fazemos assim!”) e apoiar nas tarefas de cuidados ao bebé não delegando às visitas (só se a vossa mulher a dormir e vocês por acaso fizeram zapping no jogo de futebol! Ups…).

5- Esperar que tudo volte ao normal:

Criar uma família é exigente a todos os níveis… Mas muito compensador! Portanto equilíbrio e amor são os ingredients fundamentais.
Aproveitem o facto de serem mais práticos que as mulheres (sim, eles conseguem fazer de um vestido de menina um acessório de alta tecnologia de suspensão para bebés…)
para agilizar o processo de tomar conta de um bebé. Façam sugestões coerentes (e que não envolvam o vosso clube de futebol…não costuma resultar bem). Definam as vossas prioridades em conjunto!
Façam tarefas em família e organizem eventos familiares (não durante o primeiro mês de vida do bebé!)
O papel de mãe é exigente assim como o do pai.
Tomem iniciativa e gosto de cuidar dos vossos filhos e das vossas mulheres.

Aproveitem porque passa rápido (até chegar à second round)!

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *