Bom e quem já não viu o famoso vídeo do berço que se abana sozinho e promete maravilhas para os bebés que adormecem logooooo que ele abana?

Opiniões desde – “Que engraçado!” ou “Que aberração!” foram partilhadas nas redes sociais. Mas devemos parar e reflectir um pouco, porque não é por acaso que ele está no mercado!

Pensamos que a máquina susbtítui o ser humano…
Pensamos até que ela é melhor que nós, pois é mais precisa e não falha!

Esquecemos que o amor é algo que não é calculado, previsível ou substituível…

[E quando temos um filho, o nosso coração transborda de um amor tão puro]

Quando um bebé chora, os pais ficam preocupados. Claro! “O que será que o meu bebé precisa?”
É por isso que os bebés choram, para nos comunicarem o que precisam! [Nós é que não os entendemos como gostaríamos! Independentemente das aplicações para Iphone que descarregarem sobre o choro, a maravilha é descobrirem e conhecerem o VOSSO filho! E isso não vem nos Iphones 😉 ]

O choro pode ter inúmeras causas, desde fome, sono ou até mesmo por querer a presença dos pais pois não sabe onde está ou o que fazer.

Ao substituir uma máquina pelo colo, pelo toque, pelo amor de um pai… O que estamos a dizer ao nosso filho?
Que as pessoas são substituídas facilmente por uma máquina (???).

Atenção! A tecnologia ajuda e muito a nossa sociedade, mas há algo que não vai NUNCA poder susbtituir, ou inventar ou imitar: o amor!
O amor não é só abanar um berço quando o bebé chora… é tão mais que isso! Ser mãe e pai é tão mais que isso…

É exigente de facto, todos nós sabemos isso (as primeiras noites são um balde de água fria!), mas aproveitarem-se do desespero dos pais para vender um gadget que promete a resolução de TODOS os problemas da parentalidade…

Acreditem que fazendo o contacto pele a pele, até mesmo a contenção e o embalar (que ajudam o bebé a acalmar) vão ter bons resultados.
Além disso, vão sentir este amor a crescer todos os dias… vão passá-lo aos vossos filhos e demonstrar-lhes que o amor existe e é ele que nos ajuda a sermos humanos, a sermos melhores e a viver neste mundo com um propósito maior… o amor!

Tome Nota: Se mesmo assim o vosso bebé chora muito, há que perceber se não há outros sinais (peçam ajuda ao profissional que vos segue!).

Ainda que as explicações e o enquadramento para a concepção do berço estejam até estruturadas com bases de estudos, a sua essência não reforça o papel dos pais!

É urgente adequar as expectativas dos pais ao que na realidade é um comportamento normal de um bebé [sim eles choram! E às vezes muito outras pouco…depende de cada bebé e da sua fase de desenvolvimento/condição de saúde, etc] e dar ferramentas para saberem actuar na base do amor e compaixão pela criança [que só sabe “falar” daquela forma… que ainda não tem decisão sobre o que lhe acontece e a sua vida é confiada a duas pessoas que a amam muito]… Não se iludam com gadgets, eles nunca vos irão conseguir substituir!

Quando um bebé faz contacto pele a pele, interage com a mãe a nível sensorial, estimulando de forma positiva o desenvolvimento do bebé: procura a mama, acalma-se, mantém-se quente e mantém os níveis de açúcar estabilizados no sangue.” — Dr. Jack Newman.

[Não há berço Hi-Tec que faça isto e muito mais! Lamento… 😉 ]

Para quem não viu o vídeo:
https://www.facebook.com/techinsider/videos/599221110276249/

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *