Extrair leite com uma bomba é uma necessidade quando a mulher regressa ao trabalho ou precisa de se ausentar, de forma a manter a amamentação. Porém, nesta fase quando se depara com a bomba a mulher fica com uma expectativa que sairá uma garrafa de leite… Não é bem assim meninas, até porque as maminhas não são como um copo que se vira e entorna o que tem la dentro.

A saída de leite também é comandada por hormonas, associadas ao prazer, relaxamento e amor…
Ora se estamos a extrair leite [com aquele som de fundo da bomba “brummm, brummm, brummm“], a contar os minutos para terminar e a pensar nas mil tarefas que nos esperam a seguir… Às vezes não sai uma gota!

Por isso, para quem está nesta fase ficam algumas dicas para que este momento seja mais fluído 😉

1- Quando extrair?
Quando a mulher tiver o seu tempo livre claro e alguns dias antes, pois se precisam de um leite extra para hoje mas só no próprio dia decidiu retirar, o seu corpo pode não funcionar bem sob pressão.
Por isso construa aos poucos o seu “banco de leite” para usar quando precisar de sair, sem ter que ser somente na fase do regresso ao trabalho com toda aquela pressão. Experimente como o seu corpo reage a este estímo (sem exagerar, porque o uso excessivo de bomba aumenta a produção de leite) para também adaptar estratégias.

Tome nota: Extrair leite logo de manhã (porque produzimos mais leite à noite) ou a seguir às mamadas (quando a hormona de saída do leite – oxitocina- está activa) pode ajudar a aumentar o fluxo de saída, tornando a extracção mais fácil e aumentando os volumes.

2- Onde?
Escolher um local confortável e que se sinta bem é importante para a hormona oxitocina fique activa e nos ajude!
Pode ser num local mais escuro (esta hormona adora o escuro e tudo que seja relacionado com o amor!) e a pensar/olhar/tocar no seu bebé.

DICA: Quando está fora de casa, pode usar a estratégia de visualizar vídeos, tocar num boneco ou cheirar uma fralda do bebé, para aumentar esta sensação de proximidade com o seu bebé.

3- Que quantidade?
Pois não sei! Infelizmente aqui não existe um valor exacto.  Depende de cada mulher e da sua facilidade na extracção. É claro que a bomba que usam também pode ajudar a que este processo seja mais fluído e fácil, mas não é o único factor.
{Vejam aqui mais dicas sobre como escolher uma bomba de extracção de leite: http://www.bebesaudavel.com/2016/07/02/como-escolher-uma-bomba-de-extraccao-de-leite/}

Se extrairem poucas quantidades de leite na primeira vez, não se preocupem… Tentem novamente noutra altura (usando as dicas anteriormente referidas). Mesmo que sejam pequenas quantidades (o pequeno é relativo como sabem…) podem ser SEMPRE aproveitadas!

4- Como aumentar o fluxo de saída?
Com as dicas que falei à pouco desde optar pela melhor altura para a extracção, até à postura calma da mulher e pensamentos positivos sobre o bebé.
Contudo, podemos ainda potenciar esta saída colocando quente (um ou dois minutos antes da extracção) e fazendo uma massagem enquanto extrai com a bomba. O quente ajuda a activar a nossa hormona querida e a massagem até potencia a saída de mais leite.

SUPER DICA: O pai também pode fazer massagem à mãe nos primeiros tempos de extracção, para que se sinta mais relaxada. Assim o processo é partilhado e as vossas hormonas vão adorar! 🙂

5- Relaxar!
Sim! Esta é a dica mais importante!
Não coloquem muita pressão sobre vocês… Usem o mantra “Eu consigo, está a sair tanto leite“. Repitam-no para vocês e acreditem nele! O leite está presente nas mamas, mas quem comanda as operações é a cabeça 😉 

Partilhem dúvidas e experiências, este espaço é vosso.
Let´s pump it!!!

8 replies
  1. Ines
    Ines says:

    Olá Carmen!! Tenho uma dúvida, qual o tempo máximo que se pode estar sem amamentar para que n seque o leite ou se fique com mastites? Muito Obrigada!!! Beijinhos

    Reply
    • Carmen Ferreira
      Carmen Ferreira says:

      É muito variável Inês, depende de cada mulher e altura do dia!
      Quando espaçar as mamadas irá notar um decréscimo da produção, mas se nesta fase nota a mama muito tensa quando não está a amamentar, terá que drenar (MANUALMENTE – se não quiser estimular a produção de leite) para sentir conforto e não originar mastites.
      Sinta o seu corpo e ele vai dar a resposta! 🙂
      Tudo a correr bem!

      Reply
      • Inês
        Inês says:

        Olá Carmen. Muito Obrigada. Eu fiquei com esta dúvida pois o pediatra recomendou mamadas de 3h em 3h durante o dia e pausas mais longas à noite. Mas se não tirar o leite durante a noite sinto as maminhas muitos inchadas e duras. Obrigada. Beijinhos

        Reply
        • Carmen Ferreira
          Carmen Ferreira says:

          Então é sinal que tem retirar ou com ajuda do bebé ou manualmente ou com bomba, conforme os seus objectivos!
          MAs se sente isso, é porque tem que esvaziar 😉 Caso contrário pode ter efeito na produção de leite e originar descoforto.

          Reply
  2. Salomé
    Salomé says:

    Olá Carmen! Estava a ler este post e os comentários com muita atenção porque sinto exactamente o mesmo que refere a Inês. A minha bebé já dorme muitas horas seguidas durante a noite e quando acordo tenho as maminhas super inchadas e tensas. Confesso ter alguma dificuldade em fazer a extracção manual e por vezes a minha bebé mama mesmo “tudo” aquilo. Será prejudicial para ela? Muito obrigada!

    Reply
    • Carmen Ferreira
      Carmen Ferreira says:

      Olá Salomé! Não será prejudicial… Recomendo que faça aplicação de quente antes da extração + massagem para ser mais facil a saída de leite. Pode faze-lo após ou durante a mamada. Se não conseguir manualmente experimente com a bomba para ver como se dá 🙂

      Reply
  3. Rita Pedrosa
    Rita Pedrosa says:

    Olá 🙂

    Obrigada pelas dicas!

    Qd comecei a trabalhar reparei q nos dias em q bebi 1l água (das 09h-12h) conseguia tirar 200ml a 13h e no dia em q n bebi água quase nenhuma apenas tirei 80ml 😉

    No segundo filho este processo de retirada de leite com a bomba está a ser mais fácil e prazeroso 🙂

    Reply

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *