O regresso ao trabalho é uma das fases mais desafiantes para a mulher, família e bebé. Normalmente esta estapa ocorre pelos 4-6 meses, altura em que a mulher tem que regressar ao trabalho, mas que o bebé ainda está dependente do ponto de vista alimentar e relacional da mãe. Nesta fase há que pensar em diferentes áreas para equilibriar a esfera familiar com a profissional da mulher. Algumas semanas antes de começar a trabalhar, a mulher deve preparar também o bebé para uma nova rotina, semelhante à que vai ter em breve.

DICA: A criança adapta-se melhor se existir uma rotina, por isso não mude tudo de uma vez, vá progressivamente alterando algumas actividades e horários, deixando as mudanças maiores para as 2/3 semanas antes de começar a trabalhar ou à posteriori com calma.

O regresso ao trabalho pode ser muito positivo para a vida familiar e também para a criança, porém em certas situações se não for bem gerido pode ter um impacto menos favorável na criança e família.

Esta fase é de facto um grande desafio que exige que a mulher coordene múltiplas áreas, podendo levar a um desgaste emocional e físico.

Para evitar este tipo de situação há que reflectir nas áreas que serão modificadas quer na rotina da mãe, quer na do bebé e família, para puder articular melhor recursos humanos e materiais.

A primeira coisa a pensar é sem dúvida no local onde vão deixar o bebé. Caso seja um infantário deve averiguar e assegurar alguns critérios para que se sinta segura no momento de deixar o seu filho:
1- A instituição cumpre as normas de segurnaça e higiene;
2- Os profisisonais sabem armazenar em segurança o leite materno;
3- Pode ir à hora do almoço amamentar o bebé (se for possível da parte laboral);
4- Sente empatia com as educadoras/profissionais da instituição.

– Começar a fazer um pequeno “banco de leite” para deixar alguns recipientes com o seu leite no infantário ou até mesmo começar a fazer as primeiras papas do bebé com o seu leite (aumentando o valor nutricional das mesmas). Pode fazer um pequeno plano no mês anterior ao regresso ao trabalho, para começar esta extracção e armazenar em copos ou sacos de congelação próprios para o leite materno (veja aqui mais dicas sobre como armazenar e oferecer o leite materno ao bebé: http://www.bebesaudavel.com/2016/01/18/como-aquecer-o-leite-materno/) .

DICA: É normal verificar-se uma diminuição da produção de leite, com o regresso ao trabalho. Para contrariar, aumente a frequência de extracção de leite, e faça-o após o seu bebé mamar (de manhã e à noite).

Sabia que: O seu leite pode ser dado ao seu bebé por biberão, pois nesta altura já não existe o risco de “confusão dos mamilos”. No entanto alguns bebés poderão nunca querer mamar ao biberão.

Investigar no local de trabalho como pode geri o seu horário de amamentação e se a entidade empregadora dispõe de um local próprio para a mãe puder extrair e armazenar o leite no trabalho. Nesta sequência, deverá também pensar na necessidade de adquiri algum tipo de material (como bomba de extracção de leite ou sacos de congelação de leite materno…) para perceber como é que a nova rotina pode ser aplicada no local de trabalho.

DICA: Se for extrair leite no local de trabalho vai precisar de um local limpo (isolado), de um frigorífico para guardar e uma mala térmica para transportar. Pode extrair o leite na hora do almoço ou noutros intervalos. Se estiver fora de casa 8 a 10 horas poderá precisar de extrair leite 3-4 vezes, e se estiver 4 a 6 horas 2 vezes.

SUGESTÃO: Leve uma fotografia do bebé ou veja um filme dele enquanto faz a extracção para que se libertem as hormonas associadas à saída de leite, facilitando assim a extracção do mesmo.

Uma lista ítens que pode precisar para extrair o leite no local de trabalho:
– Bomba para extracção do leite (aprenda, contudo, a realizar a extracção manual, pois muitas mulheres não se adaptam à extracção com a bomba);
– Pilhas extra ou adaptador eléctrico da bomba, se for o caso;
– Mala/caixa térmica, com gelo;
– Recipientes em número suficiente para guardar o leite;
– Roupa extra, para mudar, no caso dos seus seios gotejarem (o leite é mais visível em roupas lisas);
– Roupa de acesso fácil, como camisas/blusas com botões;
– Uma fralda de pano, lençol ou outro para tapar se tiver que o fazer num local sem privacidade;
– Algo para comer e beber;
– Uma almofada para descansar o braço;
– Uma revista, um livro, música para relaxar e passar mais depressa;
– Uma fotografia ou um objecto pessoal do seu filho.

Se está a pensar mudar o seu bebé aos 6 meses para o quarto dele, deve fazê-lo depois de iniciar o regresso ao trabalho, para que ele consiga ir gerindo as alterações na vida dele de forma mais progressiva. Uma vez que, muitas mudanças em simultâneo na vida do bebé podem ser altamente stressantes e criar um impacto negativo no bem-estar da criança. Não há pressa, até porque para diminuir o cansaço das mães, dormir junto com o bebé será o melhor para ambos!
Reforçe a sua alimentação , pois o stress do ambiente laboral agregado ao desgaste físico podem levar a mulher a ter um regresso ao trabalho mais difícil para o seu corpo, o que tem impacto também na amamentação. Por isso, aposte na alimentação saudável para sentir mais energia e para ajudar na produção de leite (mais dicas aqui: http://www.bebesaudavel.com/2016/03/26/alimentos-que-ajudam-na-producao-de-leite/).

Reserve algum tempo para si, pois irá precisar nesta nova fase de pensar e organizar as rotinas, me também ter algum tempo para conseguir extrair o leite e fazer um hobbie que mais goste (com ou sem a família).

DICA: É fundamental conseguir ter o SEU tempo sozinha. Por exemplo, nem que seja um banho relaxante ou a ler um livro 5 minutos antes de começar o trabalho, pois este momento ajuda a gerir o stress e mais uma vez a libertar hormonas que promovem a produção de mais leite.

É fundamental conseguir desabafar as dificuldades sobre esta nova fase, para transmitir quer frustrações, dúvidas ou receios. Pois, muitas das preocupações podem ser importantes para o bem-estar e crescimento do vosso bebé, sendo importante partilhar e aprender com outras mães e mulheres que já passaram ou estão a passar por este processo.

Organize o seu dia na noite anterior, pois assim irá poupar tempo, o qual pode ser rentabilizado para passar com o bebé ou para si. DICA: Prepare previamente o seu dia (a comida, a roupa, por exemplo), para que tenha menor chance de se esquecer de algo (algo que acontece frequentemente no pós-parto devido à privação de sono e hormonas) e assim evita stress acrescido associado à gestão do tempo.

 

Liberte-se da perfeição! Existirão dias em que esta logistica foi fluída em não será. O importante é priorizar as tarefas e principalmente fazer o que o seu instinto de mãe lhe diz! Não compare o seu percurso ou a rotina do seu bebé ao da amiga ou colega, pois são únicos.


Um artigo exclusivo para a Mitosyl Portugal

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *