O Carnaval é uma época que todas as crianças adoram! É a oportunidade das crianças se transformarem naquele super-herói que adoram e admiram; as princesas saiem à rua, juntamente com os piratas mais terríveis. Contudo, esta é igualmente uma altura em que devemos redobrar o nosso cuidado, pois imprevistos acontecem e, por estes dias, o número de acidentes com crianças aumenta.

Neste sentido, tomem nota destas dicas para que o vosso Carnaval seja o mais divertido (e seguro) possível:

1- Risco de engasgamento: Com as serpentinas e os confetis as crianças mais pequenas não resistem a colocar na boca, portanto atenção redobrada para que não hajam imprevistos desta ordem. Caso aconteça, realizem a manobra de desengasgamento da seguinte forma:

 

2- Risco de quedas:

Pois é, as caudas dos vestidos de princesa ou até mesmo a brincadeira das espadas podem dar azo a que a criança tropece.

Em caso de queda:

Limpar a ferida com soro fisiológico, colocar um penso (caso esteja sangraria); em caso de hematoma, pode colocar gel de arnica (para ajudar a regenerar a pele e assim regredir hematoma). Peça observação de um profissional de saúde caso haja hemorragia abundante.

3- Risco de alergias:

Com as pinturas na face ou, até mesmo, as tintas de colorir para colocar no cabelo, existe a possibilidade da criança fazer uma alergia cutânea ou até mesmo respiratória.

Optem por produtos menos alergénicos ou então, não usar pinturas de todo, que é mesmo o melhor caso os vossos filhos tenham um tipo de pele atópica.

4- Kit primeiros socorros: Tenha o seu kit primeiros socorros sempre à mão e devidamente equipado, num local escuro e seco. O que não devem esquecer num Kit de primeiros socorros: – compressas esterilizadas e limpas; – soro fisiológico e/ou betadine; – pensos; – ligaduras; – luvas; – medicação em S.O.S (paracetamol, gel de arnica, etc…); – 1 saco de plástico (para colocar materiais usados); – tesoura; – pinça.

Sugestão:
colocar os contactos importantes no frigorífico (pediatra, centro de saúde, saúde 24, anti-venenos …) e telemóvel dos pais/avós.

5- Supervisão das brincadeiras: As brincadeiras devem ser supervisionadas por um adulto. Nesta época, as crianças acham mesmo que são super heróis e, assim, gostam de fazer coisas de super heróis: saltar de alturas altas; partir objectos; entre outras coisas que nem nós passam pela cabeça – mas neles a criatividade não tem limites.

E portanto, a supervisão por um adulto (outra criança não!) será conveniente para se conseguir impor alguns limites nas brincadeiras.
E, por agora é tudo! Divirtam-se e bom Carnaval para todos!

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *