Para todas as mulheres num sutien é fundamental procurar um bom suporte, tecido de qualidade e tamanho correcto.
Na gravidez o nosso peito muda e aumenta progressivamente de tamanho. Logo, é fundamental adequar o sutien a este momento, caso contrário terão desconforto, irritação da pele e até mesmo flacidez dos tecidos mamarios. Mas as alterações mamarias não se dão apenas na gravidez, também no pós-parto irão acontecer mudanças….
Portando, há que pensar também mais além e investir , ainda na gravidez , num sutien de amamentação.

No período de amamentação o peito aumenta de volume um pouco mais , principalmente na primeira semana de vida do bebé (momento da subida do leite). Mas não sabemos com que tamanho vamos ficar (não ficarão com o tamanho das “amigas” da Pamela Anderson, mas quase que nos vamos sentir a esse nível!) , portanto é importante adequar o tamanho do sutien para o conforto e também para prevenir o entupimento de ductos, que podem levar a processos infecciosos na mama.

Como não temos uma bola de cristal para prever o tamanho do peito no pós-parto (e a opinião dos maridos também não é um dado muito científico) , convém avaliar progressivamente tamanho do peito ao longo da gravidez para termos uma noção da sua evolução de forma mais concreta.

Os momentos mais importantes para avaliar serão aos 3 meses de gravidez (quando a grávida começa a ter um aumento mais visível e precisa de maior conforto, que os sutiens prévios já não conseguem dar), posteriormente aos 6 (se aumentou muito de peso ou volume mamario) e mais tarde entre o oitavo e nono mês (sendo esta última fase ideal para investir nos sutiens de amamentação para o pós-parto, pois já nos dá uma ideia fidedigna do aumento do peito e costas gerado ao longo da gravidez).

No momento da escolha do sutien pensem nestas dicas :

– Abertura fácil à frente

– Material de algodão

– 1 a 2 tamanhos acima do actual ( conforme a avaliação ao longo dos 3/6/9 meses de gravidez)

– Sem aros (no pós parto, no pré é opcional conforme se sinta mais confortável)

– Cores pastel ou escura (pois o leite no pós-parto vai saindo muitas vezes só de ouvir o bebé chorar) e assim visualmente não parecem “sujos” , o que não é impeditivo de mas serem sexy’s à mesma (o estatuto de mãe não nos tira o de mulher 😉 )

– Várias opções de colchetes (para adaptar ao tamanho das costas)

Tome nota: não deverá dormir com o sutien à noite, porém se sentir desconforto na gravidez ou pós-parto (devido à tensão mamaria) pode fazê-lo desde que seja com um sutien confortável ( com os critérios acima descritos) preferencialmente sem aros, só para sentir mais suporte.

2 replies

Trackbacks & Pingbacks

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *